Reforma Protestante
Publicado neste site no dia:
27 de Fevereiro de 2018, Terça Feira, 23h31


"Seja a mudança que você quer ver no mundo."
Mahatma Gandhi

31 de outubro de 1517 é uma data marcante para os protestantes, historicamente, é o momento onde as chamas do incêndio se alastram sobre o santuário da Igreja, resultado de faíscas acesas outrora. É um momento complexo, recheado de informações, mas que tem benefícios compreensíveis e acessíveis, afinal, o evento ocorrido é pensado em favor do povo.

John Wycliffe, John Huss, Ulrico Zuínglio, são alguns nomes que antecedem o grande incêndio, isto é, Lutero. Estamos falando da Reforma Protestante: um movimento religioso e político, difícil de ser vencido em um texto, mas indispensável para a reflexão da Igreja.

O contexto religioso do século XVI para Lutero é visto como intransigente e passível de reparo, ou seja, de uma reforma. Por exemplo, desde o século XII, pensamentos religiosos como o de Johanes Gratian que escrevera uma das principais obras da época e que se estende como uma das perspectivas católicas até o final do século XVI chamada de Decretum - Decreto canônico, prevê a seguinte ideia: "Se o papa fosse tão perniciosamente mau, a ponto de levar ao diabo uma multidão de almas, ainda assim não poderia ser deposto" (Decretum Gratiani, parte I, distinctio XI, cânone 6). Para Lutero, este é um "fundamento maldito", pois externa o desejo do privilegio religioso que homens e mulheres querem possuir, mas que é desbancado tanto com Lutero, quanto com Jesus: "Tiago e João, filhos de Zebedeu, foram a Jesus e lhe disseram: Mestre, queremos que faças por nós o que vamos te pedir. Jesus perguntou: O que vocês querem que eu lhes conceda?. Eles responderam: Quando estiveres na glória, deixa-nos sentar um à tua direita e outro à tua esquerda. Jesus então lhes disse: Vocês não sabem o que estão pedindo." Marcos 10.35-38a

Portanto, esses e outros motivos levaram Lutero a escrever 95 teses contra o sistema da Igreja Católica que por sua vez usava o povo como fantoche para as suas projeções financeiras e sociais. Nesse sentido, o movimento da reforma surge com uma base que contraria o sistema que está posto: Sola fide (somente a fé); Sola scriptura (somente a Escritura); Solus Christus (somente Cristo); Sola gratia (somente a graça); Soli Deo gloria (glória somente a Deus).

Ora, qual a importância de um fato do século XVI para a Igreja do século XXI? O movimento carrega a resposta: reforma. Lutero nos convida para um repensar da construção religiosa, das projeções de vida, dos pilares levantados, dos princípios, da moral, da valorização do povo e de toda a caminhada que a arrogância e a presunção tomaram conta. Não há um espirito de requinte em Lutero, pelo contrário, há o Espírito reformador que habitou nos profetas, em Jesus, nos apóstolos e que deveria habitar em nós. Por duas razões: a primeira razão se encontra no fato de Jesus chamar a atenção dos seus discípulos para os erros do sistema religioso que não podem ser repetidos, como por exemplo, Mateus 15 e 23; a segunda razão se encontra em um dos lemas que a reforma nos confiou: "Ecclesia Reformata et Semper Reformanda est", ou seja, "Igreja Reformada Sempre Reformando". Hoje, dia 31 de outubro, celebraremos 500 anos da reforma embalados por um poema que nos faz pensar na necessidade das mudanças constantes:

Nós vos pedimos com insistência:

Nunca digam – Isso é natural.

Diante dos acontecimentos de cada dia.

Numa época em que reina a confusão,

Em que corre o sangue,

Em que se ordena a desordem,

Em que o arbitrário tem força de lei,

Em que a humanidade se desumaniza…

Não digam nunca: Isso é natural.

A fim de que nada passe por ser imutável.

Poema - Bertolt Brecht


Rilton Filho
Colunista



Links Relacionados
[Colunista Wolfgang Teske] Martinho Lutero - Um Escritor Incansável
Em 2016, a UNESCO declarou como patrimônio mundial 14 escritos, únicos e autênticos de Martinho Lutero, com destaque especial para um cartaz contendo as 95 teses, que foram afixadas na Igreja do Castelo de Wittenberg, em 31 de outubro de 1517, data em que se deu início à Reforma Protestante, e um exemplar da Bíblia de Lutero, além de cartas, outros escritos e livros originais.


[Artigos Interessantes] Unesco Declara Escritos de Lutero Patrimônio Mundial
Entre os documentos está cartaz contendo 95 teses que introduziram a Reforma Protestante, em 1517. Lista de patrimônios inclui itens únicos, autênticos, de relevância internacional e insubstituíveis. A comissão alemã da Unesco incluiu nesta quinta-feira (17/03) 14 escritos de Martinho Lutero na lista de Patrimônios Mundiais. Trata-se de cartas e impressões originais, entre elas um exemplar da edição da Bíblia de Lutero em hebraico e um cartaz contendo as 95 teses que serviram de introdução à Reforma Protestante, em 1517.


[Estudos & Reflexões] A Teologia de Martinho Lutero
Antes de continuar narrando a vida de Lutero e seu trabalho reformador, devemos nos deter para considerar a sua teologia, que foi a base dessa vida e dessa obra. Ao chegar o momento da dieta de Worms, a teologia do Reformador havia alcançado sua maturidade. Então a partir daí, o que Lutero fez foi simplesmente elaborar as conseqüências dessa teologia. Portanto, este parece ser o momento adequado para interromper nossa narrativa, e dar ao leitor uma idéia mais adequada da visão que Lutero tinha da mensagem cristã. Ao contarmos sua peregrinação espiritual, dissemos algo sobre a doutrina da justificação pela fé. Porém essa doutrina, apesar de ser fundamental, não é a totalidade da teologia de Lutero.


[Estudos & Reflexões] Lutero e a Educação Cristã na Contemporaneidade
O presente artigo tem como objetivo levantar uma reflexão sobre o papel da igreja na contemporaneidade com relação à fomentação de uma educação verdadeiramente cristã. Para tanto, parte-se de uma sucinta análise do primeiro motivo para o investimento em escolas cristãs apresentado por Martinho Lutero (1483-1546) em sua carta aberta "Aos Conselhos de todas as cidades da Alemanha para que criem e mantenham escolas cristãs" de 1524. Após tal análise textual, faz-se uma crítica ao modelo educacional vigente, especialmente em nosso país. Conclui-se o artigo com uma reflexão sobre a necessidade urgente de formar uma nova geração de cristãos capazes de professarem sua fé em meio à sua atuação na sociedade.


[Estudos & Reflexões] A Reforma Protestante: Perguntas e Respostas
A Reforma Protestante foi importante para o cristianismo porque chamou a atenção para verdades (doutrinas) e práticas bíblicas que haviam sido esquecidas ou distorcidas pela Igreja Medieval. Não foi um movimento inovador, mas restaurador das convicções e ênfases do cristianismo original. Algumas de suas principais contribuições foram: retorno às Escrituras; a centralidade de Cristo; a salvação vista como dádiva da graça de Deus, a ser recebida por meio da fé; a Igreja não é a instituição ou a hierarquia, mas o povo de Deus – cada cristão é um sacerdote.

Comente!
Nome:

E-Mail:

Comentário:





& PROTESTANTISMO &
Desde 03 de Agosto de 2008