A Reforma Protestante foi Plano de Deus?

Publicado neste site no dia:
06 de Agosto de 2016, Sábado, 00h47

Os erros são do homem e não de Deus.

Imagina-se dessa forma que com certeza isso seria uma coisa para que fosse consertado o que o homem fez de errado.

Com a Reforma, entendemos que houve mais erros sim; porém isso foi uma questão de desorganização continuada. O criacionismo crê que nós começamos organizados e temos a tendência de nos desorganizar...

===================


O homem, quando aceita Jesus, é livre para obedecer e tem essa oportunidade e privilégio.

Quando ele desobedece conscientemente e não admiti o seu erro, quer dizer que ele sabe que está fazendo errado e mesmo assim faz (nem assumindo culpa).

Então podemos dizer que com grande desobediência, foi isso feito pelo homem e não vontade de Deus. Deus permitiu que o homem desobedecesse, não o obrigando a servi-lo.

Como ele vai obrigar algo a uma pessoa, se ele é amor? Ele mostra o caminho e avisa aquela pessoa que ele mostrou aonde ir e aonde não ir como, por exemplo, Adão – que não pecou por vontade de Deus e sim por permissão.

Igualmente, podemos então ter em mente que a Igreja Católica fez o que queria. Foi se distanciando da Palavra de Deus, sabendo que estava errada. O papa Júlio II construiu a Capela Cistina e a Basílica de São Pedro, devendo milhares de ducados (dinheiro da época).

A dívida que ficara para o papa Leão X, ficou acumulada.

Pergunta: Isso seria "Plano de Deus"? Não. Porque não? Acaso Deus faria algo para dar errado? Então qual foi a solução do homem?

Propor documentos da maior autoridade da cristandade de maior influência e do maior seguimento oficial, até então, divulgando-os para que fossem vendidos ao invés de serem "dados de Graça". Não em papel eu falo, mas em conhecimento da Palavra de Deus.

A Palavra de Deus para o homem comum não era, nem de longe, vista e percebida. Somente os padres tinham acesso a ela (ou pessoas de grande renome) e pessoas que estavam na Igreja ocupando cargos importantes.

Então se ninguém sabia praticamente nada (digo dos camponeses que eram a maioria da época), dizer que algo lhes asseguraria a salvação do inferno tão falado era "vender água no deserto do Saara".

A situação passou dos limites e ficou num nível de tremenda malícia. Se você (digo você no sentido de qualquer pessoa) tem algo a vender e sabe que aquilo não custa nada e vende por um preço absurdo a alguma pessoa que é "da roça" (com todo respeito), não está agindo de má fé?

Coloquemos então de igual patamar: se você (digo você no sentido de qualquer pessoa) vende algo que sabe que nem existe, não é pior ainda? Algo que sabe que nem funciona? Troquemos um pouco a situação. Imaginemos que nós fizéssemos isso com a Igreja Católica Apostólica Romana? O que ela faria conosco? Qual seria a sua reação? Por isso, fiquei admirado quando vi a história de Lutero. Apesar de fazer algumas coisas que não concordo e que vejo pela Palavra não serem de nexorabilidade com a Bíblia, acredito eu, ele ser "muito homem" para pregar aquelas 95 teses. Creio eu que não foi por ele sozinho, mas um plano de Deus.

=====================

Em uma enquete que criei, obtive uma resposta, que foi a descrita abaixo:


"kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
piada isso falar que a reforma foi de Deus,
um cara que queria apenas resolver seus problemas de indentidade queria casar foi objeto de politicagem entre tantas outras coisas
outra coisa apenas Deus e absoluto entao ninguem tem certeza absoluta que foi vontade de Deus "absoluta" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk"


OBS.: A enquête que criei tinha as seguintes respostas:

Com certeza absoluta;
Sim;
Talvez;
Não;
De maneira nenhuma.
(Fiz essa enquete em uma rede social.)

======================

Fiquei muito chateado com a resposta.

"Enfim, podemos ver o que concluir o que é uma piada"?

Piada?

Piada é vender um papel dizendo que a pessoa tem salvação, só porque é feito pelo papa.

Piada é falar que Maria pode interceder por mim, sendo que a Palavra de Deus não fala isso e Jesus nunca pediu que pedíssemos a ela.

Piada é achar que a Igreja Católica é a única certa depois de toda a corrupção e depravação.

Piada é batizar crianças só para se ter mais adeptos leigos que não tem conhecimento da Palavra de Deus e que vão a Missa sem saber o que da onde são os Tessalonicenses.

Piada é andar com uma hostia e dizer que ali está Jesus. Sendo que O Próprio disse:
"Dias virão em que desejareis ver um dos dias do Filho do homem, e não o vereis. E dir-vos-ão: Ei-lo aqui, ou: Ei-lo ali. Não vades, nem os sigais; (Lc 17:22,23)".

E ainda sim seguem um pedaço de água e farinha prensada, falando que aquilo é Jesus e ADORANDO ESSE OBJETO.

Piada é ver isso tudo e ainda ficar de braços cruzados. Foi isso que Lutero fez. Não ficou de braços cruzados...

Que a Palavra de Deus reine para sempre!

Deus seja louvado!


Que Deus Abençoe Abundantemente e nos preencha a cada dia com o seu conhecimento!!




Agradecimentos: Hudson Lebourg



Links Relacionados
[Colunista Hudson Lebourg] A Queima da Bula Papal. Um Basta nas Indulgências
"Se eu pelo texto ou uma razão plausível certificados motivo convincente, querem uma resposta objetiva: Não - Porque nem concílios e nem o papa, penso, estão certo, mas errados que se contradizem muitas vezes - e por ISSO a carta citada fico por mim, amarrado As Palavras".


[Colunista Hudson Lebourg] Conversando com Uma Católica
Olá!
Peço licença a vocês para fazer algumas considerações. Sou Católica Apostólica Romana e desejo esclarecer alguns pontos colocados aqui. Farei isso porque, antes de mais nada, somos cristãos, cremos num mesmo Deus, Deus este muito maior que as nossas diferenças (católicos x protestantes). Sem contar que uma grande arma diabólica é a ignorância. Todos nós temos o direito à verdade e devemos buscá-la. Sendo assim, eis algumas das minhas considerações"


[Colunista Hudson Lebourg] Ainda Existe Idolatria na Igreja Católica?
1) Não terás outros deuses diante de mim. (Êx 20:3)
2) Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. (Êx 20:4)
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam. (Êx 20:5)
3) E faço misericórdia a milhares dos que me amam e aos que guardam os meus mandamentos. (Êx 20:6)
Não tomarás o nome do SENHOR teu Deus em vão; porque o SENHOR não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão. (Êx 20:7)


[Colunista Hudson Lebourg] O Protestantismo (Documentário)
"A arte era muito importante nas igrejas, antes da Reforma. Muitas pessoas não sabiam ler. O latim da missa o povo não sabia. Os fiéis iam e se sentavam no santuário. Sem saber exatamente o que ocorria, não participavam ativamente da missa. E a arte que eles podiam observar, lendo as figuras que estavam nos vitrais, nas pinturas e nas estátuas, tornou-se muito importante. Mas para alguns aconteceu de a arte se tornar mais importante do que aquilo que era representado. E isso foi parte da crítica da Reforma. Queriam fugir disto: dos que louvavam mais a obra de arte que o seu tema. Lamentavelmente, foram destruídas muitas peças incríveis na Reforma. Algumas pessoas assumiram a posição de que o único meio de cura estava na destruição de toda a arte. E isso foi muito triste." (Katheryn Kimball, Curadora - O Cenáculo Capela e Museu).

COMENTE!
Nome:

E-Mail:

Comentário:





& PROTESTANTISMO &
Desde 03 de Agosto de 2008