Philipp Jacob Spener (1635-1705)
Philipp Jacob Spener (Rappoltsweiler, Alsácia, 13 de janeiro de 1635 — Berlim, 5 de fevereiro de 1705) foi um teólogo luterano alemão, considerado o pai do Pietismo protestante. Era um autodidata que cedo percebeu o fato da Reforma Protestante não estar completa. Em sua vida, entrou em contato com importantes teólogos e seus livros, tendo estes exercido influência direta em suas obras posteriores.

Sendo luterano, evocou das obras de Martinho Lutero um pouco de sua ortodoxia, como a salvação e justificação concedidas pela graça de Deus, mediante a fé somente e todas as questões que foram essenciais à Reforma do século XVI. Achava o Cristianismo de sua época muito decadente, pois os pastores e membros de suas igrejas eram muito acomodados e frios com relação à vida espiritual. Também se considerava apto a continuar a Reforma de Lutero, passando a fazer pregações e reunindo os collegia pietatis, minúsculos grupos de pessoas que se propunham a estudar e debater a Bíblia.

Com isso, surgiram os Movimentos de Comunhão do século XVII, que, apesar de não se desfiliarem das igrejas instituídas, contribuíram mais tarde para que emergissem o Pietismo Clássico, o Pietismo radical, os movimentos de Avivamento do século XIX nos Estados Unidos e o Movimento carismático do século XX.

Spener tinha em mente o fato de que não adiantava ir à igreja e viver dançando, indo ao teatro e participando de jogos. Que aqueles que tinham abraçado a fé cristã, mas tinham esfriado, tinham que ser levados a um renascimento, do contrário estariam perdidos. Suas idéias também tiveram início ao ler obras do teólogo J. Arndt e ao estudar com o professor Christian Danhauer na faculdade teológica de Estrasburgo.


Fonte: Wikipédia



O que você tem a dizer sobre Philipp Jacob Spener?
Nome:

E-Mail:

Comentário:






& PROTESTANTISMO &
Desde 03 de Agosto de 2008