Johann Arndt (1555-1621)
Johann Arndt ou Arnd (Ballenstedt, 27 de dezembro de 1555 - Celle, 11 de maio de 1621) foi um teólogo luterano alemão, que escreveu livros de cristianismo devocional de grande influência. Embora reflexo do período da ortodoxia luterana, ele é visto como um precursor do pietismo, um movimento dentro do Luteranismo, que ganhou força no final do século XVII.


Biografia
Arndt nasceu em Edderitz, perto de Ballenstedt, em Anhalt-Köthen, e estudou em várias universidades. Frequentou a Universidade de Helmstedt em 1576 e a de Wittenberg em 1577. Em Wittenberg a controvérsia crypto-calvinista estava no seu auge, e ele tomou o partido de Philipp Melanchthon e dos crypto-calvinistas. Continuou seus estudos em Estrasburgo, sob a orientação do professor de hebreu, Johannes Pappus (1549-1610), um luterano fervoroso, que dedicou sua vida à repressão violenta da pregação e adoração calvinista daquele tempo, e que exerceu grande influência sobre ele.

Na Basileia, novamente, estudou Teologia com Simon Sulzer (1508-1585), um estudioso liberal de tendências luteranas, cujo objetivo era o de conciliar as igrejas das confissões helvéticas e de Wittenberg. Em 1581 retornou para Ballenstedt, mas logo foi chamado de volta à vida ativa devido à sua nomeação para o pastorado em Badeborn, em 1583.

Depois de algum tempo, as suas tendências luteranas despertaram a ira das autoridades locais, que eram integrantes da Igreja Reformada. Consequentemente, em 1590, Arndt foi deposto por se recusar a retirar as imagens de sua igreja e interromper o uso de exorcismo no batismo. (Anhalt se tornaria calvinista em 1596). Ele encontrou proteção em Quedlimburgo (1590). Porém, Arndt era muito impopular entre os habitantes da cidade, e por isso foi transferido para a igreja de São Martinho em Braunschweig em 1599. Mais tarde, trabalhou em Eisleben, e de 1611 até sua morte em 1621, foi superintendente geral em Celle.

A fama de Arndt repousa em seus escritos. Estes eram principalmente de um tipo místico, devocional, e inspirados por São Bernardo, Johannes Tauler e Thomas à Kempis. Sua principal obra, Wahres Christentum (livro 1: 1605; livros 1-4: 1606-1610), isto é, "Verdadeiro Cristianismo", que foi traduzida na maioria das línguas europeias, tem servido de base para muitos livros de devoção, católicos e protestantes. Nelas, Arndt se preocupa com a união mística entre o crente e Cristo, e esforça-se, chamando a atenção para a vida de Cristo em Seu povo, para corrigir o lado puramente legal da teologia da Reforma, que prestou atenção quase exclusiva à morte de Cristo por Seu povo.

Assim como Martinho Lutero, Arndt gostava muito do pequeno livro anônimo, Theologia Germanica. Publicou uma edição dele e chamou a atenção para os seus méritos em um prefácio especial. Depois de Wahres Christentum, a obra mais conhecida de Arndt é Paradiesgärtlein aller christlichen Tugenden, que foi publicada em 1612. Os dois livros foram traduzidos para o inglês: Paradiesgärtlein com o título the Garden of Paradise, e Wahres Christentum como True Christianity. Vários de seus sermões foram publicados no Buch der Predigten (1858), de R. Nesselmann. Uma edição de coleção de suas obras foi publicada em Leipzig e Görlitz em 1734.

Arndt foi tido sempre em grande consideração pelos pietistas alemães. O fundador do Pietismo, Philipp Jakob Spener, repetidamente, chamou a atenção para ele e seus escritos, e chegou mesmo ao ponto de compará-lo com Platão.


Fonte: Wikipédia




O que você tem a dizer sobre Johann Arndt?
Nome:

E-Mail:

Comentário:





& PROTESTANTISMO &
Desde 03 de Agosto de 2008