A Igreja "Irmãos Unidos Em Cristo"
Publicado neste site no dia:
Dia não identificado, ano 2008

A Igreja "Irmãos Unidos em Cristo", trazida do Velho Mundo para a América, organizou-se na Pennsylvania e em Maryland, como resultado da pregação cheia de poder do Espírito, de dois homens: Felipe Guilherme Otterbein, originalmente um ministro da Igreja Reformada Alemã, e Martinho Boehn, um menonita.

Em 1767 Otterbein e Boehn se viram pela primeira vez numa reunião perto de Lancaster, Pennsylvania, quando o senhor Boehn pregou com extraordinário poder. No final do sermão, o corpulento senhor Otterbein abraçou o pregador e exclamou: "Somos irmãos". Desta saudação originou-se o nome oficial da igreja, que teve sua instituição formal como igreja, no condado de Fredrick, Maryland, em 1800. Nesse tempo Otterbein e Boehn foram eleitos bispos e formaram um governo sobre a igreja, modelado pela democracia americana. Ainda que sua forma de governo seja diferente da exercida pela Igreja Metodista, pregam a mesma teologia arminiana.

Depois de vários anos de discussão, em 1889 essa igreja sofreu uma divisão. Uma maioria favorecia uma revisão constitucional da igreja concernente aos que pertenciam a sociedades secretas, como a maçonaria. Os "radicais" formaram uma nova igreja, enquanto que os "liberais" reagiram, tomando posse de todas as propriedades da igreja, exceto em Michigan e Oregon. Ambos os ramos da igreja mantinham o nome de "Irmãos Unidos".


A Igreja dos "Irmãos"
Diferente das outras igrejas já mencionadas nesta Lição, a Igreja dos "Irmãos" (um terceiro ramo da Igreja "Irmãos Unidos em Cristo") foi tipicamente norte-americana desde a sua origem. Começou sua história em 1804, depois de um grande despertamento religioso no Tennessee e em Kentucky, quando o Rev. Barton W. Stone, um ministro presbiteriano, se desligou da sua denominação e organizou uma igreja em Cane Ridge, Condado de Bourbon, da qual a Bíblia seria a única regra de fé, e, o seu único nome seria, Igreja Cristã. Poucos anos depois o Rev. Alexandre Campbell um ministro presbiteriano da Irlanda, adotou o batismo por imersão, e formou uma igreja, chamando os seus seguidores de Discípulos de Cristo. Tanto Stone como Campbell estabeleceram muitas igrejas. Em 1827 suas congregações se uniram formando uma só igreja, na qual ambos os nomes "Discípulos" e "Cristãos" foram reconhecidos.

Aceitam tanto o Antigo como o Novo Testamento, como única regra de fé e prática. Praticam o batismo por imersão e o ministram apenas aos adultos. São congregacionalistas na sua forma de governo. Cada igreja é independente, porém, unidas como denominação para a obra missionária nacional e estrangeira. Seu ministério é formado por anciãos escolhidos pelas igrejas, pastores, diáconos e evangelistas.


Fonte: História da Igreja, Dos Primórdios à Atualidade. Autor: Raimundo Ferreira de Oliveira. Adaptado para o curso da EETAD.



Links Relacionados
& Não há links relacionados no momento;

O que você tem a dizer sobre a Igreja Irmãos Unidos em Cristo? (1 Comentário)
Nome:

E-Mail:

Comentário:



MENSAGEM #01
Mensagem Recebida: 17 de Abril de 2017, Segunda Feira, 21h02
Publicada no site: 19 de Abril de 2017, Quarta Feira, 20h27
Nome: Daniel Lopes
Mensagem: É benção de Deus.



& PROTESTANTISMO &
Desde 03 de Agosto de 2008