Implantação de Igrejas no Princípio
Dentre os primeiros fundadores de igrejas na América Latina, destaca-se o médico presbiteriano escocês, Robert Reid Kalley. Kalley tem sido chamado de "apóstolo da ilha da Madeira", porque fundou muitas congregações evangélicas naquela ilha, e distribuiu três mil cópias da Bíblia, preparando o caminho para a criação de um ministério completo ali.

Expulso da ilha da Madeira por perseguição religiosa, Kalley veio para o Brasil, onde começou um eficiente trabalho missionário a partir de 1855. Não obstante perseguido também no Brasil, seu ministério produziu frutos maduros desde os primeiros momentos. Antes de retirar-se do Brasil, em 1876, Kalley havia implantado igrejas no Estado de Pernambuco, em Niterói, e no Rio de Janeiro. Foi Kalley quem, a 19 de Agosto de 1855, na cidade de Petrópolis, Estado do Rio de Janeiro, organizou a primeira Escola Dominical no Brasil. O hinário intitulado "Salmos e Hinos", que continua em uso em muitas igrejas de língua portuguesa, é uma espécie de homenagem ao Dr. Kalley, pois mais de cinqüenta hinos ali contidos foram escritos por ele. Sobre Kalley, alguém escreveu: "O apóstolo da ilha da Madeira exerceu um apostolado de proporções mais vastas e em uma área muito maior do que os limites de uma diocese em uma ilha. As delimitações de sua província de testemunho cristão e de serviço evangélico não estavam determinadas pela geografia, mas obrigatoriamente coincidiram com aquelas áreas esparsas e longínquas onde o português era o idioma falado. Quão grande é a dívida a um homem pelo povo que partilha de uma língua comum".


A Liberdade é Estabelecida
No começo deste século a liberdade de culto fora estabelecida na América Latina. Tornou-se possível o franco desenvolvimento das igrejas. Os primeiros dezesseis anos do século passado marcaram um novo tipo de crescimento para as jovens igrejas evangélicas. Foram anos de transferências de missionários estrangeiros para o interior do continente, enquanto que os trabalhos fundados eram passados às lideranças de valorosos obreiros nacionais.


Primórdios Pentecostais
As igrejas pentecostais de maior expressão da América Latina, tiveram um começo comum: os avivamentos que varreram regiões da América do Norte e da Europa.

A Igreja Assembléia de Deus, que forma hoje a maior denominação evangélica da América Latina, atribui as suas origens ao monumental reavivamento da rua Azuza, em 1906, na cidade de Los Angeles, da Califórnia. Gaxiola Lopes, escreve a história pentecostal do México, dizendo que essa igreja tem suas origens também no reavivamento da rua Azuza.

A Congregação Cristã no Brasil também deve seus primórdios ao avivamento da rua Azuza. Segundo a história dessa igreja, foi em Chicago que Luís Francescon recebeu a experiência pentecostal do batismo com o Espírito Santo, e então ele e um companheiro partiram para o Brasil em 1909. O resultado dessa viagem foi o estabelecimento da Congregação Cristã no Brasil, destinada a tornar-se a segunda maior igreja evangélica do Brasil.

Na Argentina, a Igreja Assembléia de Deus começou mais ou menos no mesmo tempo, e embora muito menor que a Assembléia de Deus no Brasil, é hoje uma das maiores denominações pentecostais naquele país.

As notícias do avivamento ocorrido na rua Azuza, em 1906, sem demora atingiram diferentes regiões do mundo, estendendo-se até a Índia. O pastor William C. Hoover, ministro da Igreja Metodista que trabalhava no Chile, recebeu uma carta de um conhecido seu que trabalhava na Índia, através da qual explicava os efeitos da experiência pentecostal na vida de muitos conhecidos seus num posto missionário na Índia. Por essa razão, Hoover assistiu um culto numa igreja em Chicago, onde teve a experiência do batismo com o Espírito Santo. Através dele as chamas do fogo do Espírito Santo foram lançadas nos campos do Chile.

Outros exemplos revelam começos semelhantes entre igrejas pentecostais da América Latina, o que resultou numa nova dimensão da expansão da Igreja. Estas igrejas têm se antecipado ao tempo e ao progresso, de sorte que hoje, onde chega o progresso através de estradas, escolas e comunicações, aí há sempre uma igreja pentecostal saudando-os bem vindos.


Fonte: História da Igreja, Dos Primórdios à Atualidade. Autor: Raimundo Ferreira de Oliveira. Adaptado para o curso da EETAD.



O que você tem a dizer sobre a implantação de igrejas no princípio?
Nome:

E-Mail:

Comentário:





& PROTESTANTISMO &
Desde 03 de Agosto de 2008