Monumento em Homenagem à Reforma Protestante em Genebra é Vandalizado
- Publicado neste site no dia: 16 de Julho de 2019, Terça Feira, 17h03

Muro da Reforma vandalizado em Genebra (Foto: LemanBleu.ch)


O Muro da Reforma, monumento representando Calvino, Farel, Bèze e Knox apareceu coberto de tinta com as cores do arco-íris. A cidade registra uma reclamação.

Os turistas que passeavam pelo Parc des Bastions em Genebra (Suíça), nesta segunda-feira (15), viram que o Muro da Reforma havia sido vandalizado.

O monumento em homenagem à Reforma Protestante é uma das principais atrações turísticas da cidade em que João Calvino, um dos principais reformadores protestantes franceses, desenvolveu seu trabalho depois de 1536.

O Muro da Reforma foi inaugurado em 1909, e também homenageia a influência de Guilherme Farel, Teodoro de Beza e John Knox.

A tinta foi jogada no monumento conforme as cores do arco-íris, que é um símbolo dos grupos LGBT. Na primeira reação, a polícia disse que ninguém havia reclamado o ataque. De acordo com o site local LemanBleu, o conselho da cidade de Genebra registrará uma queixa criminal. Funcionários trabalhando no parque disseram que o monumento seria limpo o mais rápido possível.

Houve vários atos de vandalismo contra o monumento protestante no passado. De acordo com o jornal Le Matin, em março, ativistas feministas escreveram um graffiti na parede dizendo: "Onde estão as mulheres?"


O Muro
O Muro dos Reformadores é um dos monumentos mais famosos e simbólicos da cidade de Genebra. Com aproximadamente 100 metros de comprimento e cinco de altura, a construção marcou a comemoração dos 400 anos do nascimento de João Calvino, um dos principais nomes da Reforma na Suíça.



O monumento na sua parte central representa os quatro pioneiros da Reforma Protestante vestidos com a capa de Genebra:

– Guilherme Farel (1489 – 1565) é um dos instigadores da Reforma em Genebra;
– João Calvino (1509 – 1564) é a personagem chave desse movimento;
– Teodoro de Beza (1513 – 1605) foi reitor da Academia de Genebra e sucessor de Calvino;
– John Knox (1513 – 1572) foi o fundador do culto presbiteriano na Escócia.

No pedestal onde se encontram estas estátuas está gravado o Cristograma: ΙΗΣ (Jesus Homem e Salvador).

No monumento também se vê a divisa de Genebra: Post Tenebras Lux (Depois das trevas, a luz).

Deixou marcas profundas na arquitetura e economia genebrina. Alguns dos locais importantes e representativos desse momento histórico seguem existindo e o Muro dos Reformadores é um desses locais.


A Reforma
A Reforma foi um movimento revolucionário religioso que aconteceu dentro do catolicismo, no século XVI, na qual Genebra foi um dos principais centros. Teve início na Alemanha em 1517 com Martinho Lutero e encontrou terreno fértil para crescer e se propagar por causa da corrupção dentro da Igreja Católica. Contudo, os pensamentos deste movimento religioso só começariam a soprar em Genebra em 1525.

Levou mais 10 anos para que Genebra adotasse a nova religião, apenas entre 1535 e 1536. Isso aconteceu por conta do empenho de Guilherme Farel, um personagem importante dentro desta revolução religiosa.

Entretanto, o movimento ganhou realmente forças com a chegada de João Calvino em 1536 à cidade suíça.


Com informações de Evangelical Focus / EPM / Wikipédia


Fonte: SearaNews


Links Relacionados
[Artigos Interessantes] Mais de 34 Mil Igrejas Rompem com a Presbiteriana dos EUA depois de Aprovar Casamento Gay
Como forma de estimular a Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos (PCUSA) a se arrepender de sua apostasia, a Iniciativa Nacional das Igrejas Negras (NBCI), que representa 34 mil igrejas de 15 denominações, declarou o rompimento de seus laços com a PCUSA, depois que alterou a sua constituição e aprovou o casamento homossexual.


[Artigos Interessantes] Ativistas Pró-Aborto, Gays e Feministas Agridem Cristãos em Igreja Durante Protesto
A defesa da liberdade de crença e do patrimônio de uma igreja resultou em imagens de agressões físicas e verbais por parte de ativistas gays, feministas e defensores do aborto na Argentina. Um protesto organizado pelo grupo de feministas pró-aborto vandalizou o templo da igreja com pichações que acusavam os cristãos de impor seus princípios à sociedade e impedir a liberação do aborto.


[Artigos Interessantes] Movimento Homossexual Agride Fisicamente Jovens Católicos
A Cruzada pela Família, promovida pelo Instituto Plinio Corrêa de Oliveira, está percorrendo o Brasil fazendo uma campanha ordeira e pacífica contra as leis de aborto e contra a agenda do movimento homossexual, como o kit homossexual nas escolas, a lei de homofobia, etc. Em Curitiba, 14/01/2013, o movimento homossexual, que se jacta de pregar a tolerância, mostrou mais uma vez sua verdadeira face: intolerante, violenta e ditatorial. Assista ao vídeo abaixo e veja até que ponto vai a "tolerância" e o "amor" que pregam. Depois de assistir, compartilhe com seus amigos, comente e faça sua parte para que o Brasil não caia nessa ditadura homossexual.


[Artigos Interessantes] Multidão Agitada de Homossexuais Ataca Física e Sexualmente Grupo Cristão de Oração
SAN FRANCISCO, Califórnia, EUA, novembro de 2008 (LifeSiteNews.com) — Uma multidão agitada de homossexuais atacou física e sexualmente um grupo de cristãos que estava orando no Distrito de Castro da cidade de San Francisco na semana passada, em evidente retaliação pela recente derrota do casamento homossexual na Califórnia. Os cristãos, um grupo de evangélicos que regularmente vai ao Distrito de Castro, que é predominantemente homossexual, para cantar cânticos e orar com as pessoas que passam, dizem que estavam segurando as mãos e cantando "Amazing Grace" quando uma multidão irada começou a empurrá-los e chutá-los, roubar os pertences deles, derramar café quente no rosto deles e atacá-los sexualmente.

COMENTE!
Nome:

E-Mail:

Comentário:





& PROTESTANTISMO &
Desde 03 de Agosto de 2008