2,8 Mil Cristãos Presos por Sua Fé em Eritreia

APESAR DA PERSEGUIÇÃO, A IGREJA EM ERITREIA CONTINUA CRESCENDO

Mais de 2,8 mil cristãos estão presos pelo governo de Eritreia, na África, por se recusarem a abandonar a sua fé cristã. Com o vazamento dessa informação, segundo agências missionárias de notícia, as autoridades da Eritreia mudaram recentemente a sua tática para afligir os cristãos encarcerados em suas prisões. A partir de agora, durante os interrogatórios, os oficiais pressionam os prisioneiros a admitirem o absurdo de que suas igrejas participam no trabalho da CIA (agência de inteligência norte-americana) em favor do governo dos EUA. A revelação partiu de uma carta vinda de um grupo de cidadãos daquele país que estão sob o regime de proteção de fontes.

Os cristãos que cederem às investidas dos policiais podem ser obrigados a testemunhar contra as suas igrejas em um tribunal militar. Todos os prisioneiros confrontados dessa maneira se recusaram a ceder, o que os levou a sessões de tortura física e psicológica.

Os mais de 2,8 mil cristãos presos são mantidos em condições sub-humanas, enfrentando torturas, falta de alimento e temperaturas insuportáveis. Embora o governo tenha legalizado o culto nas igrejas luterana, católica romana e ortodoxa, há denúncias de perseguição contra cristãos de todos esses grupos, além de outros grupos cristãos.


Fonte: Mensageiro da Paz / Setembro 2009




O que você tem a dizer sobre o artigo?
Nome:

E-Mail:

Comentário:





& PROTESTANTISMO &
Desde 03 de Agosto de 2008