[REFLEXÃO] Lutero, Um Dia de Angústia e a Bênção de Ter uma Esposa Sábia

Por Renato Vargens

Conta-se que o reformador alemão Martinho Lutero certa ocasião encontrava-se tão deprimido que a sua esposa, Catharina Von Bora ficou demasiadamente preocupada com ele.

Sendo uma mulher sensata e sábia, a esposa do reformador usou um interessante estratagema para despertar a atenção de Lutero e, desta forma, retirá-lo daquele estado perigoso de angústia e prostração. Vestindo-se totalmente de preto, a cor do luto, Catarina apareceu diante do seu esposo.

Intrigado com a repentina aparição da esposa naqueles trajes inusitados, por um momento Lutero esqueceu suas próprias desventuras e indagou à esposa: "Quem foi que morreu?" A resposta da esposa atingiu o paladino da Justificação Pela Fé com a precisão de uma lança: "Deus, Deus morreu!"

Refeito do susto provocado pela resposta, Lutero travou o seguinte diálogo com a esposa:

_ Mas, Deus não morre! O que você quer dizer com isso?

_ Ah, é... Lutero! Olha, eu o vi tão cabisbaixo, triste e desanimado, que pensei que Deus tivesse morrido!

A história conta que, neste momento, tendo assimilado a preciosa lição, Martinho Lutero abraçou carinhosamente a esposa e, em lágrimas, agradeceu a Deus por tê-la usado como instrumento para restauração da sua fé e confiança na direção divina em sua vida.

Caro leitor, uma esposa sábia faz toda diferença não é verdade? Provérbios nos ensina que a mulher sábia edifica a sua casa, mas com as próprias mãos a insensata destrói o seu lar. (Provérbios 14:01)

Por acaso você já se deu conta que ao contrário de Catharina existem inúmeras mulheres que em vez de ajudarem seus maridos em meio a crise, os afundam mais em conflitos?

Pois é, mulheres sábias podem ser bênçãos da parte de Deus na vida de seus maridos, todavia, mulheres tolas, podem contribuir com a ruína de suas casas.


Pense nisso!

***

Do blog o autor, Renato Vargens.


Fonte: Pulpito Cristão



Links Relacionados
ARTIGOS INTERESSANTES - As Amadas Esposas de Genebra
Por contraste, vários ministros de Genebra parecem ter tido casamentos saudáveis e felizes. Um triste encômio na morte de uma esposa frequentemente oferece o melhor (ou único) testemunho de tal contentamento doméstico. Para Calvino, a perda de sua esposa Idelette depois de nove anos de casamento deixou um buraco escancarado em sua vida. "Eu não sou mais que meio homem, desde que Deus recentemente levou minha esposa para casa para si mesmo", escreveu Calvino. Quando a esposa de Pierre Viret, Elizabeth, morreu em 1546, perturbado marido expressou seu coração em termos similares: "Com a morte de minha amada esposa, o Senhor me golpeou – de fato, minha família inteira – com o golpe mais duro possível. Ele tirou metade de mim e me privou de uma fiel companhia, uma mulher que era uma boa dona de casa, uma esposa que se adaptou maravilhosamente ao meu caráter, meu trabalho e todo meu ministério".


ARTIGOS INTERESSANTES - Bento XVI Elogia a Paixão Cristã do Pensador Protestante Martin Lutero
ERFURT, Alemanha — O Papa Bento XVI prestou homenagem nesta sexta-feira a Martin Lutero, ao enfatizar a paixão profunda pelas questões de Deus do promotor da Reforma Protestante, em um gesto simbólico em relação aos protestantes na cidade Erfurt (leste), onde surgiu este movimento de cisma da Igreja católica. "O que não dava paz (a Lutero) era o assunto de Deus, que era a paixão profunda e a força de sua vida e seu total itinerário. (...) O pensamento de Lutero, sua espiritualidade inteira, estavam completamente centrados em Cristo", declarou o Papa, em um discurso pronunciado a portas fechadas no convento dos Agostinianos, onde o pensador da Reforma viveu seis anos.


ESTUDOS - A Teologia de Martinho Lutero
Antes de continuar narrando a vida de Lutero e seu trabalho reformador, devemos nos deter para considerar a sua teologia, que foi a base dessa vida e dessa obra. Ao chegar o momento da dieta de Worms, a teologia do Reformador havia alcançado sua maturidade. Então a partir daí, o que Lutero fez foi simplesmente elaborar as conseqüências dessa teologia. Portanto, este parece ser o momento adequado para interromper nossa narrativa, e dar ao leitor uma idéia mais adequada da visão que Lutero tinha da mensagem cristã. Ao contarmos sua peregrinação espiritual, dissemos algo sobre a doutrina da justificação pela fé. Porém essa doutrina, apesar de ser fundamental, não é a totalidade da teologia de Lutero.


ESTUDOS - Lutero e a Educação Cristã na Contemporaneidade
O presente artigo tem como objetivo levantar uma reflexão sobre o papel da igreja na contemporaneidade com relação à fomentação de uma educação verdadeiramente cristã. Para tanto, parte-se de uma sucinta análise do primeiro motivo para o investimento em escolas cristãs apresentado por Martinho Lutero (1483-1546) em sua carta aberta "Aos Conselhos de todas as cidades da Alemanha para que criem e mantenham escolas cristãs" de 1524. Após tal análise textual, faz-se uma crítica ao modelo educacional vigente, especialmente em nosso país. Conclui-se o artigo com uma reflexão sobre a necessidade urgente de formar uma nova geração de cristãos capazes de professarem sua fé em meio à sua atuação na sociedade.


ESTUDOS - A Mariologia de Lutero
O teólogo católico romano Joseph Lortz uma vez comentou:
"É uma tarefa difícil tentar uma interpretação válida e abrangente até mesmo dos elementos mais básicos do pensamento de Lutero no âmbito de um artigo. Ninguém mais como Lutero é fácil de ser esboçado distorcidamente, fato que encontrou formulação em uma declaração conhecida de Heinrich Boehmer:
'Existem tantos Luteros, uma vez que existem livros sobre Lutero.'
[1]"

Na verdade, a paisagem teológica é cheia de Luteros. Uma busca rápida para obter informações sobre Martinho Lutero na internet, nos revela que polêmicas contra Lutero permanecem de alta-frequência como em diferentes grupos que criam o vilão que encontram em seus escritos. Os elementos básicos do pensamento de Lutero no entanto geralmente estão em falta, distorcendo o homem, sua teologia, e seu impacto sobre a sociedade pós-Reforma.

Comente!
Nome:

E-Mail:

Comentário:





& PROTESTANTISMO &
Desde 03 de Agosto de 2008