[1], 2, 3, 4, 5, 6 Próximo Último

John Wycliffe e a Crítica à Igreja Institucionalizada
(Publicado: 19 de Maio de 2017, Sexta Feira, 02h31)
Neste ano de 2017 comemora-se os 500 anos da chamada Reforma Protestante, ocorrido no século XVI e exaltada em versos e prosas pelas chamadas Igrejas Históricas e/ou Protestante. Todavia, são muito poucos aqueles historiadores e teólogos destas denominações, provenientes daquele movimento original, que realmente colocam o dedo nas feridas abertas que tanto dilaceraram e transformaram a Igreja Cristã em uma instituição moribunda na Idade Média.

Os 500 Anos da Reforma Luterana
(Publicado: 24 de Abril de 2017, Segunda Feira, 01h31)
O ano de 2017 está sendo um período de muitas comemorações para os luteranos. Diversos eventos ocorrerão no mundo todo, para lembrar o momento em que o monge e teólogo da Ordem dos Agostinianos Dr. Martinho Lutero pregou 95 teses na porta da igreja de Wittenberg, na Alemanha, no dia 31 de outubro de 1517. Estas teses eram afirmações que contestavam veementemente a venda de perdão de pecados mediante o pagamento em dinheiro.

A Educação Que Transformou Lutero no Herói da Reforma Protestante
(Publicado: 02 de Abril de 2017, Domingo, 18h23)
Lutero é considerado um herói da Reforma Protestante. Entretanto, para entendermos esta história, é necessário fazer uma retrospectiva analítica da vida deste homem que abalou a sociedade medieval nos dois principais pilares, a religião e a política. Lutero foi o primogênito de uma família pobre e humilde. Nasceu no dia 10 de novembro de 1483, na cidade de Eisleben, na Alemanha. Seus pais Hans e Margarethe eram muito religiosos e, por isso, levaram seu primeiro filho ao batismo no dia seguinte, na Igreja de São Pedro e São Paulo e lhe deram o nome de Martinho, em homenagem ao santo reverenciado naquele dia. A infância de Lutero se deu na cidade de Mansfeld, onde aprendeu a ler e escrever, a memorizar os Dez Mandamentos, o Credo Apostólico e a oração do Pai Nosso, entretanto sem a menor explicação e aplicação do verdadeiro sentido destes preceitos. Ainda na infância, a vocação pela música e pelo canto já era evidente..

História do Círculo de Oração
(Publicado: 02 de Abril de 2017, Domingo, 17h58)
Foi em 6 de março de 1942 que tudo começou, quando a irmã Albertina Bezerra Barreto, membro da Assembleia de Deus em Recife (PE), convidou algumas crentes para a ajudarem em oração na congregação do bairro da Casa Amarela, em favor de sua filha Zuleide (Ledinha), que se encontrava enferma. A menina não andava, nem falava e os médicos diziam que ela iria viver apenas oito anos. Sete mulheres se prontificaram: Cecita Colaço, Malphara Bezerra, Maria do Carmo, Antonia Viegas, Ana de Souza, Otávia Pessoa e Maria José.

Lutero VS Eck: Debate e Defesa do Fr. Martinho Lutero Contra as Acusações do Dr. João Eck
(Publicado: 11 de Dezembro de 2016, Domingo, 22h42)
Ao final da entrevista com Miltitz[2] (4 e 5 de janeiro de 1519), Lutero prometera não publicar mais nada sobre a questão das indulgências, desde que seus adversários não publicassem mais nada contra ele. Entrou então em cena o dr. João Eck[3], principal teólogo da Universidade de Ingolstadt e renomado debatedor. Eck fora um dos primeiros a atacar, no início de 1518, as 95 teses de Lutero, numa obra (não impressa) intitulada Obeliscos, na qual já chamava Lutero de hussita fanático e de herege. Lutero respondeu de forma igualmente violenta em seus Asteriscos[4].

O Sacerdócio Universal dos Crentes
(Publicado: 01 de Dezembro de 2016, Quinta Feira, 22h52)
Pregar o sacerdócio universal dos crentes foi um dos pilares fundamentais resgatado e defendidos pelos reformadores do século XVI, a fim de contrapor o clericalismo desenvolvido na Idade Média, de que apenas o povo teria acesso a Deus através do sacerdote. Isto nos ensinam, que todos crentes tem livre acesso a Deus, através do sumo sacerdote Jesus Cristo. Nos mostra o grande privilégio que temos todos os crentes como filhos de Deus: cada cristão é um sacerdote; cada cristão tem livre e direto acesso ao Trono da Graça, tendo como único mediador o Senhor Jesus Cristo.

Os Santos e a Virgem Maria no Anglicanismo
(Publicado: 06 de Novembro de 2016, Domingo, 02h36)
Escrever sobre Anglicanismo sempre é um prazer, mas também preciso comentar que proclama uma grande tristeza no meu coração. É um grande prazer, porque sinceramente, acredito que o Anglicanismo é a expressão mais próxima ao Cristianismo primitivo. Em outras palavras, Anglicanismo no seu melhor, é o melhor tipo de Cristianismo. Anglicanismo no seu pior, é o pior tipo de Cristianismo.

O Antissemitismo de Lutero
(Publicado: 13 de Agosto de 2016, Sábado, 21h05)
Muitas vezes surgem as famosas declarações antissemitas de Lutero para rejeitar o protestantismo, ou o Luteranismo. Às vezes eu só dou "Bom dia" na internet e já aparece um trazendo essas declarações.. rsrs.. Enfim, vou colocar algumas coisas que sei a respeito disso e não é minha intenção defender aonde Lutero errou, nem defender o antissemitismo de forma alguma.

Escritos de Lutero: Que Jesus Cristo Nasceu Judeu (1523) / Sobre os Judeus e Suas Mentiras (1543)
(Publicado: 10 de Agosto de 2016, Quarta Feira, 21h43)
Esta página é a mais longa do site, pois nela decidi passar os dois escritos completos de Martinho Lutero sobre os Judeus em um só local. O motivo deste meu trabalho é simplesmente mostrar a obra completa de Lutero. Pois quando pesquisamos sobre a relação que Lutero teve com os judeus pela internet, infelizmente apenas encontramos pedaços de trechos de suas obras. Nunca a obra completa. E acabamos que interpretando uma frase isolada sem nos importarmos com o contexto.

O Sínodo de Dort
(Publicado: 04 de Agosto de 2016, Quinta Feira, 22h12)
Os cristãos, em todas as partes do mundo, estão celebrando este ano [1995] o 350º. aniversário da convocação do Sínodo de Dort. Para a maioria das pessoas o nome nem é mesmo familiar, talvez por ter alguma relação com o rio Maas e a provinciana cidade holandesa de Dort. Na mente daqueles que já o ouviram, muito freqüentemente o que restou é algo do ódio há tanto relacionado com o Sínodo, em razão das calúnias de seus inimigos. Não obstante, quando a Reforma era ainda jovem e os homens amavam ardentemente as doutrinas da graça, o nome de Dort era famoso em todo o mundo protestante.

As Origens do Evangelicalismo
(Publicado: 04 de Agosto de 2016, Quinta Feira, 01h11)
O evangelicalismo tem sua origem no interior da Igreja da Inglaterra no século XVIII. Havia, desde o século XVI, a herança da ala mais protestante da Igreja ("igreja baixa"), com a influência luterana e calvinista e a presença de puritanos que optaram pela permanência na instituição. Com os irmãos John e Charles Wesley, George Whitefield e John Fletcher vem a influência armeniana.

O Anglicanismo é Protestante ou Católico?
(Publicado: 03 de Agosto de 2016, Quarta Feira, 18h36)
O Anglicanismo é a forma mais debatida de Cristianismo. Não apenas é julgado em uma variedade de maneiras por estranhos ou espectadores, mas também pelos próprios anglicanos. Até mesmo para alguém que tenha passado grande parte de sua vida no mundo anglicano, não é fácil desembaraçar o nó e entender mal sobre o Anglicanismo.

Armínio foi Calvinista ou Reformado?
(Publicado: 11 de Julho de 2016, Segunda Feira, 21h37)
A melhor definição para Armínio é reformado e não calvinista. O fato de hoje alguns, em especial os calvinistas[1], terem equiparado o termo reformado ao calvinismo, não muda o fato de que reformado e calvinista são coisas diferentes, principalmente quando se discute a teologia de Armínio, afinal, Armínio e muitos outros teólogos eram reformados sem serem calvinistas. Vejamos, por exemplo, o que Bangs, principal biógrafo de Armínio, diz acerca dos primeiros reformados holandeses:

Livre Arbítrio - Uma Visão Arminiana
(Publicado: 11 de Julho de 2016, Segunda Feira, 20h20)
Com base na teologia arminiana clássica, eu defino livre-arbítrio como a "capacidade de fazer escolhas contrárias à maior influência recebida". Esse conceito é provado por Romanos 7, em que Paulo fala: "Aquilo que quero, isso não faço". Ou seja, o homem é capaz de fazer escolhas contrárias (escolher o pecado) à maior influência recebida (graça de Deus). Esse conceito é chamado de "livre-arbítrio libertário" e se divide em dois tipos:

Martinho Lutero e os Iconoclastas
(Publicado: 07 de Julho de 2016, Quinta Feira, 20h36)
Alguma vez você ja foi a uma loja cristã e notou que eles tinham algo listado nos mandamentos, mas não têm a mesma numeração que você aprendeu no Catecismo? Em particular, o Segundo Mandamento foi listado como "Não farás para ti imagem de escultura". Ou você já esteve dentro de uma igreja onde não havia naquelas paredes nenhuma imagem, possivelmente, sem nenhum crucifixo, nem mesmo uma cruz vazia? Você já se perguntou por quê?

Julio Severo: Olavo de Carvalho e a Inquisição
(Publicado: 19 de Junho de 2016, Domingo, 17h19)
A Inquisição é um mito e lenda, insiste o filósofo Olavo de Carvalho, que disse hoje: "Sem a lenda negra da Inquisição, as igrejas protestantes jamais teriam alcançado o sucesso que alcançaram. Quem não quer fugir das mãos sangrentas de torturadores para os braços de Nosso Senhor? A lenda é elemento integrante do prestígio protestante e, se ela cair, ele cai junto. É por isso que tantos se apegam a ela não apenas sem provas, mas contra as provas."

As Reformas Religiosas (Visão Secular)
(Publicado: 30 de Abril de 2016, Sábado, 21h05)
Diversas vezes, temos ressaltado, durante nosso curso, a importância da Igreja Católica não só na Idade Média, mas também durante a modernidade. Podemos perceber que a Igreja não se mantém inerte ao conjunto de transformações sociopolíticas no mundo que a cerca, mas se adapta e cria novos mecanismos para sobreviver e manter seu poder.

A Declaração Teológica de Barmen
(Publicado: 25 de Abril de 2016, Segunda Feira, 15h01)
O contexto do escrito é a história da Alemanha no período que antecedeu a Segunda Guerra Mundial. Em janeiro de 1923, o exército francês ocupou o Vale do Ruhr, visando forçar a Alemanha a continuar pagando as indenizações da Primeira Guerra Mundial, impostas pelo Tratado de Versalhes. Encorajados pelo governo, os mineiros e siderúrgicos alemães adotaram imediatamente uma resistência não violenta, recusando-se a trabalhar nas minas, fábricas e estradas de ferro. Isso agravou a situação econômica do país, pois o governo alemão pagava os salários. O governo tentou sustentá-los emitindo enormes quantidades de papel-moeda. Essa política econômica e a sangria das reservas de ouro com as indenizações de guerra desencadearam uma hiperinflação na Alemanha. O marco alemão perdeu totalmente seu valor. Para ter uma idéia da hiperinflação, observe-se estes dados: antes da guerra, um dólar americano equivalia a 4,2 marcos alemães; em março de 1923 um dólar valia 22.000 marcos; a 1º de agosto de 1923 um dólar valia mais de 1 milhão de marcos, e a 10 de novembro de 1923, um dólar valia 1 bilhão de marcos; e no auge da hiperinflação, um dólar era cotado em Berlim à razão de 2,5 trilhões de marcos.

Por Que Sou Cristão Protestante?
(Publicado: 25 de Abril de 2016, Segunda Feira, 14h08)
Ser um cristão protestante consiste, sobre todas as coisas, em identificar equívocos inegavelmente absurdos e, dialogavelmente, fixar estacas públicas de discordâncias contra estas anomalias. Quando falamos em protestar, necessariamente, pressupõe-se a existência de uma fonte anterior que, na cosmovisão de quem protesta, produziu incoerências intoleráveis. Portanto, neste caso, o movimento protestante ao qual nos referimos, milita a favor de um conjunto de mudanças na idiossincrasia teológica da instituição cristã denominada Igreja Católica Apostólica Romana.

A Teologia de John Wesley
(Publicado: 02 de Março de 2016, Quarta Feira, 21h52)
"[O ser humano] não é meramente matéria, um punhado de terra, uma porção de barro, sem qualquer sentido ou entendimento, mas um espírito tal como o seu Criador, um ser dotado não só de sentimento e conhecimento, mas também de um livre arbítrio que se manifesta em vários afetos. E a coroar todo o resto, está o fato de que ele foi dotado de liberdade, da capacidade de dirigir os seus afetos e ações, a capacidade de determinar por si próprio se escolherá o bem ou o mal." (Sermão, "A Queda do Homem", Works, 2:400-401).

[REFLEXÃO] Lutero, Um Dia de Angústia e a Bênção de Ter uma Esposa Sábia
(Publicado: 25 de Fevereiro de 2016, Quinta Feira, 21h52)
Por Renato Vargens

Conta-se que o reformador alemão Martinho Lutero certa ocasião encontrava-se tão deprimido que a sua esposa, Catharina Von Bora ficou demasiadamente preocupada com ele. Sendo uma mulher sensata e sábia, a esposa do reformador usou um interessante estratagema para despertar a atenção de Lutero e, desta forma, retirá-lo daquele estado perigoso de angústia e prostração. Vestindo-se totalmente de preto, a cor do luto, Catarina apareceu diante do seu esposo.

Nota Pública Sobre Debates Teológicos Entre Calvinistas e Arminianos
(Publicado: 25 de Janeiro de 2016, Segunda Feira, 16:50)
Diante da recorrência de discussões e ataques pessoais realizados no âmbito eclesiástico, na internet e nas redes sociais, especialmente entre calvinistas e arminianos para a defesa de posições teológicas, NÓS, abaixo subscritos, vimos a público emitir a presente nota:

Reconhecemos a importância e a historicidade do debate teológico dentro da tradição cristã como meio de defesa e salvaguarda da verdade e, consequentemente, da ortodoxia bíblica.

Apoiamos a produção e a reflexão teológica realizada no ambiente da internet, em virtude de seu caráter democrático e do livre curso de ideias, como corolário da Reforma Protestante.

A Mariologia de Lutero
(Publicado: 24 de Dezembro de 2015, Quinta Feira, 18:38)
I. INTRODUÇÃO

- Lutero era um devoto de Maria?
O teólogo católico romano Joseph Lortz uma vez comentou:

"É uma tarefa difícil tentar uma interpretação válida e abrangente até mesmo dos elementos mais básicos do pensamento de Lutero no âmbito de um artigo. Ninguém mais como Lutero é fácil de ser esboçado distorcidamente, fato que encontrou formulação em uma declaração conhecida de Heinrich Boehmer:
'Existem tantos Luteros, uma vez que existem livros sobre Lutero.'
[1]
"

Na verdade, a paisagem teológica é cheia de Luteros. Uma busca rápida para obter informações sobre Martinho Lutero na internet, nos revela que polêmicas contra Lutero permanecem de alta-frequência como em diferentes grupos que criam o vilão que encontram em seus escritos. Os elementos básicos do pensamento de Lutero no entanto geralmente estão em falta, distorcendo o homem, sua teologia, e seu impacto sobre a sociedade pós-Reforma.

Confissão de Fé de Augsburgo
(Publicado: 15 de Agosto de 2015, Sábado, 14:19)
25 de Junho de 1530

INFORMAÇÃO INICIAL
O material que ora se encontra em seu computador (ou em suas mãos, impresso) não é em nada original.

Trata-se, tão somente, de uma cópia fiel do material que é apresentado no LIVRO DE CONCÓRDIA, As Confissões da Igreja Evangélica Luterana, tradução e notas de ARNALDO SCHÜLER, 4ª Edição 1993, uma co-edição de EDITORA SINODAL e EDITORA CONCÓRDIA.

Qual o objetivo? O luteranismo mundial comemorou em 1997 o 500º aniversário de nascimento de Philipp Melanchthon.

Não podemos falar de Confissão de Augsburgo sem falar de Melanchthon. Ele foi o autor intelectual, o compilador, não somente da CA, como também de outro documento muito importante, conhecido como Apologia da Confissão de Augsburgo.

Guerra dos Trinta Anos
(Publicado: 15 de Agosto de 2015, Sábado, 11:55)
Por Henrique Carneiro

Durante séculos, a pior guerra da Europa sempre foi lembrada como tendo sido a Guerra dos Trinta Anos (1618-1648). Alguns historiadores, como Franz Mehring, chegavam a afirmar que "semelhante destruição nunca foi suportada por nenhum grande povo civilizado. A Alemanha foi conduzida a um retrocesso de duzentos anos em seu desenvolvimento".[1] O número de vítimas dessa catástrofe nunca pôde ser calculado com precisão, mas as estimativas de perda foram desde metade da população da Europa Central até as atuais, mais ponderadas, de uma quinta parte, ou seja, quase 4 milhões de mortos (um retrocesso de 20 milhões para cerca de 16 milhões de habitantes), expressando um grau de morticínio e destruição que só viria a ver superado com as duas guerras mundiais do século XX. Em muitas partes da Alemanha, nem mesmo a Segunda Guerra Mundial teve efeitos tão devastadores, com uma perda, em certas regiões, de mais da metade da população e a quase totalidade da colheita e do rebanho.

Catolicismo Romano e Suas Argumentações em Favor da Intercessão dos Santos
(Publicado: 08 de Julho de 2015, Quarta, 22:45)
Por Fernando Galli

É inegável que Deus dotou o homem e os seres espirituais da faculdade da comunicação e, no caso dos que são seus filhos, do importar-se uns com os outros. Católicos, protestantes e evangélicos estão de acordo com isso.

Também é consenso entre os cristãos que os filhos de Deus aqui na terra podem interceder uns pelos outros, pois lemos em 2 Tessalonicenses 3:1:

"Por fim, irmãos, orai por nós, para que a palavra do Senhor seja divulgada e glorificada, como também aconteceu em vosso meio."

Em 1 Timóteo 2:1, encontramos provas da necessidade de intercedermos a Deus por outros:

"Antes de tudo, exorto que se façam súplicas, orações, intercessões e ações de graças por todos os homens."

Os Ensinamentos de Jesus (Visão Secular)
(Publicado: 01 de Março de 2015, Domingo, 18:27)
Prezados,
Graça e Paz

Os escritos desta página foram retirados do livro Uma Breve História do Mundo, do historiador H. G. Wells (1866-1946). Esse livro não é um livro cristão e sim secular. Nessa obra, o autor defende com unhas e dentes o Evolucionismo e levanta críticas contra o Criacionismo. O objetivo da postagem de um de seus escritos em nosso site é simplesmente para refutar um grupo de ateus que defendem a inexistência do Senhor Jesus Cristo. Eles alegam que, além de Cristo nunca ter sido Deus, também nunca existiu. Portanto, publicaremos aqui uma visão secular e incrédula que defende a existência da pessoa que foi e continua sendo Jesus Cristo.


Deus os abençoe e boa leitura!
Marcell de Oliveira

A Reforma Protestante: Perguntas e Respostas
(Publicado: 23 de Agosto de 2014, Sábado, 16:58)
Alderi Souza de Matos


1. Qual a importância da Reforma?
A Reforma Protestante foi importante para o cristianismo porque chamou a atenção para verdades (doutrinas) e práticas bíblicas que haviam sido esquecidas ou distorcidas pela Igreja Medieval. Não foi um movimento inovador, mas restaurador das convicções e ênfases do cristianismo original. Algumas de suas principais contribuições foram: retorno às Escrituras; a centralidade de Cristo; a salvação vista como dádiva da graça de Deus, a ser recebida por meio da fé; a Igreja não é a instituição ou a hierarquia, mas o povo de Deus – cada cristão é um sacerdote.

A Doutrina da Intercessão: Uma Ilustração Básica na Visão Católica e Protestante
(Publicado: 23 de Agosto de 2014, Sábado, 15:19)
Uma ilustração básica sobre a doutrina da intercessão católica e protestante.

Por Que os Evangélicos Não Fazem o Sinal da Cruz? É Errado Fazer esse Sinal?
(Publicado: 10 de Agosto de 2014, Domingo, 14:11)
"O Sinal da Cruz é uma oração importante que deve ser rezada logo que acordamos, como a nossa primeira oração, para que Deus, pelos méritos da Cruz de Seu Divino Filho, nos proteja durante todo o dia. Com este Sinal, que é o sinal do cristão, nós pedimos proteção contra os nossos inimigos. (…) O Sinal da Cruz bem feito é riquíssimo em significado. Por Ele expressamos três verdades ou dogmas fundamentais da nossa fé: o Dogma da Santíssima Trindade, da Encarnação e da Morte de Jesus Cristo. Quando se diz: "em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo", você está proclamando o Mistério da Santíssima Trindade. Quando você leva à testa a mão direita aberta, dizendo: "Em nome do Pai" e desce com a mão na vertical e toca na altura do estômago continuando: "e do Filho", você está indicando o mistério da Encarnação: o Filho de Deus desceu ao seio da virgem Maria. Depois, levando a mão direita para o ombro esquerdo completando a cruz tocando o ombro direito, está se indicando a morte de Jesus na Cruz." (Site paróquia São Pedro e São Paulo).

O Caráter do Pastor (Richard Baxter)
(Publicado: 10 de Agosto de 2014, Domingo, 12:33)
Tendo sido dada uma incumbência bíblica para todos, concentremo-nos nas maneiras de ser e de agir do pastor. Podemos esboçar doze características da maior importância.


1. Pureza dos motivos
A obra ministerial deve ser realizada exclusivamente para Deus e pela salvação do Seu povo. Jamais poderá ser realizada visando a algum lucro particular nosso. Um motivo errado que visa um objetivo errado pode muito bem arruinar todo o ministério, por melhor que seja em si mesmo. Sim, pois, neste caso estará servindo a nós mesmos, e não a Deus. Sem abnegação, nem por uma hora ele poderá servir a Deus. Sem abnegação, nem por uma hora ele poderá servir a Deus.

Guerras Arabe-Israelenses
(Publicado: 10 de Agosto de 2014, Domingo, 11:42)
O panorama do Oriente Médio e, dentro dele, o conflito árabe-israelense, não pode ser compreendido senão na moldura mais geral do colonialismo e do imperialismo ocidentais. Desde o início do século XX, o controle daquela região do mundo pelas grandes potências transformou-se numa âncora do comércio mundial e, depois, da geopolítica global.

A expressão Oriente Médio é recente criação de cunho técnico e é marcado por nítida influência militar. Foi selecionada em 1902 para designar a área entre a Arábia e Índia, tendo como centro, do ponto de vista da estratégia naval, o Golfo Pérsico. É uma denominação que identifica o momento preciso em que os interesses petrolíferos entraram definida e definitivamente no planejamento estratégico dos estados-maiores das grandes potências. Faz parte do mapa-múndi desenhado pelo imperialismo no despontar do século XX. [1]

O Que Resta do Protestantismo Conduzido Pelos Reformadores
(Publicado: 09 de Agosto de 2014, Sábado, 15:15)
A manutenção e o distanciamento das marcas distintivas da Reforma Protestante: Sola Scrpitura, Solo Christus, Sola Gratia e Sola Fide

A Reforma Protestante, assim como todos os demais eventos históricos, passou por um processo de evolução com desdobramentos e transformações ao longo de quase cinco séculos. Cabe aqui olharmos para o atual estado do universo protestante, que representa mais de 800 milhões de pessoas em todo mundo em especial ao universo religioso brasileiro, onde os protestantes são mais de 42 milhões, para avaliarmos o que permanece do ideal defendido pelos reformadores.

Ressalta-se, aqui, que infelizmente o desconhecimento desse grande legado teológico deixado por homens como Lutero, Zwinglio, Calvino e Meno Simon (representando os anabatistas moderados), tem feito muita falta, como bem expressa Timothy George em seu livro Teologia dos Reformadores: "Jerônimo disse certa vez que, quando lia as cartas do apóstolo Paulo, podia ouvir trovões. Os mesmos trovões também ecoam mediante os escritos dos reformadores. Os teólogos contemporâneos fariam bem em ouvir novamente a mensagem desses cristãos corajosos que desafiaram imperadores e papas, reis e câmaras municipais, porque suas consciências estavam cativas à Palavra de Deus". Os fatos falam por si mesmo sobre o que resta desse movimento que mudou não apenas a face da Europa do século XVI, mas do mundo como um todo. A marca distintiva da Reforma Protestante Sola Scriptura, Solo Christus, Sola Gratia, e Sola Fide sintetizam a teologia do movimento. Vejamos essas marcas hoje.

Maçonaria: Tensões e Perguntas
(Publicado: 19 de Julho de 2014, Sábado, 17:14)
A maçonaria constitui um enigma para o povo evangélico. Sendo a maior sociedade secreta do mundo, com cerca de seis milhões de membros atualmente, a maçonaria tem uma longa história entrelaçada com o protestantismo – especialmente na Grã-Bretanha, na Europa, nos Estados Unidos (com 4 milhões de membros) e no Brasil [1]. Ao mesmo tempo, a fraternidade orgulha-se de contar com membros das elites do mundo, seja no passado [2] ou no presente: desde Voltaire, Mozart, Garibaldi e Goethe, até vários nobres da Europa - incluindo o rei da Suécia e a Rainha Elizabete II (Grande Patronesa da Loja Britânica) - além de catorze presidentes dos Estados Unidos (Johnson, Ford, Reagan etc.). George Washington, o primeiro presidente dos Estados Unidos, era um Grão-Mestre maçom, sendo considerado um dos adeptos mais fiéis de todas as treze colônias de sua época. Não é por acaso que a cédula do dólar americano, que tem o retrato de Washington, traz a pirâmide, o esquadro, a águia e outros símbolos maçônicos junto com as palavras NOVUS ORDO SECLORUM (sic., "nova ordem dos séculos") [3]. O fato de que milhares de pastores e leigos evangélicos ao redor do mundo fazem parte das lojas maçônicas, e de que projetos filantrópicos de grande porte são administrados por eles [4] sugere que essa sociedade só oferece o bem, e até promulga valores e ensinos cristãos.

Eleição (Charles Spurgeon)
(Publicado: 05 de Julho de 2014, Sábado, 23:02)
Ainda que na Palavra sagrada não houvesse outro texto, além deste, penso que todos nós estaríamos na obrigação de reconhecer a veracidade daquela grande e gloriosa doutrina que declara que, desde o princípio, Deus escolheu a Sua própria família. Entretanto, parece haver na mente humana um arraigado preconceito contra essa doutrina. Pois embora quase todas as demais doutrinas sejam recebidas pelos crentes professos, algumas delas acolhidas com cautela e outros com deleite, contudo, no caso dessa doutrina, com frequência verifica-se a desconsideração e repúdio. Em muitos dos nossos púlpitos, muitos considerariam um grave erro, uma traição mesmo, se alguém pregasse um sermão a respeito da eleição, porquanto eles não poderiam extrair dali um discurso "prático", conforme asseveram. Mas é exatamente quanto a esse particular que penso que eles se desviaram da verdade.

[1], 2, 3, 4, 5, 6 Próximo Último



& PROTESTANTISMO &
Desde 03 de Agosto de 2008