Breve Resposta Sobre Algumas Objeções Contra Lutero
(Publicado: 12 de Fevereiro de 2017, Domingo, 03h55)
Abaixo estão listadas e respondidas brevemente algumas das principais acusações, objeções e calúnias levantadas por apologistas católicos contra Lutero que assim o fazem na ridícula tentativa de apelo contra a moral do reformador ou na intenção de descredenciar suas alegações contra a Igreja Romana. É um breve resumo reunido para melhor visualização de tais questões, onde, algumas já estão tratadas aqui mesmo em outros artigos, e outras mais, serão abordadas de maneira mais abrangente e detalhada em outra ocasião.

Lutero e a Igreja do Pecado: Resposta ao Livro do Historiador Fernando Jorge
(Publicado: 03 de Dezembro de 2016, Sábado, 01h27)
Lutero e a Igreja do pecado chegou a sua sétima edição, revista e atualizada. Ou seja, o autor da obra alimenta a fogueira católica repetindo versões espantalhos de Lutero. Contudo, um católico recorrer a Fernando Jorge para caluniar Lutero é como ver um cão morder o próprio rabo, ou um sujeito atirar no próprio pé. O escritor polemista, jornalista e historiador católico em sua Biografia sobre Lutero com 228 páginas, na verdade não traz nada de novo. São as mesmas velhas acusações baseadas em fontes secundárias e péssimas analises contextuais e históricas.

Lutero e a Igreja do Pecado: Historiador Católico Sobre Lutero e a Igreja Medieval
(Publicado: 02 de Dezembro de 2016, Sexta Feira, 18h18)
O trecho acima está na página 87 da biografia que o historiador Fernando Jorge fez acerca de Martinho Lutero. Tempos atrás publiquei uma crítica a este seu livro - Lutero e a Igreja do Pecado - por alimentar a fogueira católica ao repetir versões espantalhos de Lutero supostamente baseadas em frases extraídas das Tischreden ("Conversas à Mesa" ou Table Talk). As tais Tischreden, são transcrições de conversas com Lutero publicadas depois de sua morte e sem a sua revisão, não tendo qualquer evidência de que são mesmo todas confiáveis, e isso porque o formato atual que vemos hoje, chegaram a ser formuladas cerca de 200 anos depois de sua morte. Para um crítico literário, ou biógrafo que se preze a ser um historiador, tal tipo de material jamais deve ser utilizado como fonte primária formal ou judicial para se avaliar a filosofia e a teologia de quem quer que seja.

Os Reformadores Retiraram Livros da Bíblia?
(Publicado: 11 de Julho de 2016, Segunda Feira, 01h26)
"Que vantagem há então em ser judeu? E qual a utilidade da circuncisão? Muita, e sob todos os pontos de vista. Em primeiro lugar, porque foi a eles que foram confiados os oráculos de Deus." (Romanos 3:1-2 – Bíblia de Jerusalém) Há muitas discussões e debates hoje sobre a formação, canonização e manutenção do Cânon Bíblico. Os católicos não abrem mão de denunciar aos quatro cantos da terra que o cânon (até o veterotestamentário) é pertencente a está religião. Mas será? Vejamos:

Precisamos Parar de Dizer que Há 33 Mil Denominações Protestantes
(Publicado: 24 de Fevereiro de 2016, Quarta Feira, 20h13)
Prezados,
Graça e Paz

O site católico National Catholic Register publicou um artigo de um escritor católico chamado Scott Eric Alt sobre as denominações protestantes. As postagens de Scott são como um troféu para os apologetas católicos, pois antes de se tornar católico, Scott era um protestante. Porém, desta vez, o artigo postado deste ex-protestante foi um banho de água fria para os católicos anti-protestantes.

Benedict Carpzov, Um Inquisidor Protestante?
(Publicado: 29 de Janeiro de 2016, Sexta Feira, 21h05)
Benedict Carpzov ou se preferir Ludovicus de Montesperato (pseudônimo que usava), nasceu em uma influente família de advogados da Saxônia. Como doutor em Direito Canônico e Civil era assessor do Schöffenstuhl (Tribunal de Magistrados) em Leipzig em 1620. Conhecido como um dos pais do Direito Penal moderno, publicou obras a respeito, e ainda outras sobre Direito Civil, Canônico e Processual, sendo de fato o representante mais importante do sistema jurídico moderno de sua época, tendo desenvolvido seus trabalhos a partir do direito romano antigo e pelo visto, com aplicações vetero-testamentárias da Bíblia.


Inquisição Protestante?
(Publicado: 29 de Janeiro de 2016, Sexta Feira, 19h37)
Para os [EDITADO] católicos não basta negar que a Instituição Eclesiástica Romana passou por períodos vergonhosos fazendo com que pessoas fossem condenadas e perseguidas por negarem submissão ao seu clero. Para os católicos, o revisionismo hipócrita e virulento vai mais além. Agora, munidos de pinceladas históricas fora do contexto, passaram a desinformar por aí, que, na verdade o que houve mesmo foi uma carnificina, chacina, mas não católica, e sim UMA INQUISIÇÃO PROTESTANTE.


A Lenda do Suicídio de Lutero
(Publicado: 24 de Dezembro de 2015, Quinta Feira, 14:13)
"O livro de Thomas Bozio, De signis ecclesiae [Os sinais da Igreja] (Roma, 1591), foi a primeira representação literária da lenda sobre o suicídio de Lutero que suscitou uma vigorosa controvérsia sobre a morte de Lutero que continuou até cerca de 1688. Os protestantes contribuíram com nove, e os polêmicos católicos com vinte e seis trabalhos. A controvérsia foi novamente posta em debate apenas em 1889 por Majunke, porém Majunke foi refutado tão completamente por Nikolaus Paulus em 1896 que a lenda tem raramente se aventurado a mostrar-se na literatura mais uma vez" [Heinrich Boehmer, Lutero e a Reforma na Luz de Investigação Modern (Londres:. G. Bell and Sons LTD, 1930) pp 361-362].


Lutero Era um Assassino que Se Tornou Monge para Fugir da Condenação de Homicídio?
(Publicado: 22 de Dezembro de 2015, Terça Feira, 21:45)
Lutero entrou no Convento para não ser submetido à justiça criminal, cujo resultado teria sido, provavelmente, a pena de morte, por ter matado em duelo seu colega de estudos chamado Jerônimo Buntz.

Um dos homens mais mal citados e deturpados da história, sem dúvida alguma é Martinho Lutero. Existe um falacioso arsenal de pseudo-citações e ações atribuídas a ele, formando uma verdadeira propaganda caluniosa perpetrada por católicos romanos em nossos dias como nunca houve antes.

Aqui, irei expor mais uma delas, o que servirá de resposta a este vídeo católico (aqui). Tal vídeo nos oferece a oportunidade de mostrar como os católicos são copiosamente desonestos e fraudulentos. Ignorantes até o mais profundo de suas almas paganistas que fazem de tudo para defender suas heresias, simplesmente caluniando quem os contraria.


Lutero e Algumas de Suas Supostas Citações Heréticas Alegadas por Theobald Beer e Outros Romanistas
(Publicado: 15 de Agosto de 2015, Sábado, 15:39)
Diversas páginas católicas andam a reproduzir supostas citações atribuídas a Lutero na intenção de denigrir a imagem do reformador para reforçar apelos que invalidem o protestantismo. A estratégia funciona assim: Mostre aos protestantes que Lutero era um blasfemador e então provamos que o protestantismo tem tanto valor quanto as calúnias de Lutero, ou seja, NADA.

Contudo ao nos depararmos com as supostas citações, percebemos que se trata de uma propaganda caluniosa de pura e generalizada desinformação que cabe a nós darmos um fim sem deixar de apresentarmos uma boa resposta para cada uma das supostas alegações ou interpretações que fazem. É preciso dizer primeiramente que ainda que Lutero tivesse dito tais coisas, isso não seria cousa suficiente para invalidar o protestantismo afinal, OS SUCESSORES DE PEDRO EM ROMA, OS PAPAS especificamente os da renascença não foram lá grandes exemplos de moralidade e ortodoxia e Lutero perto deles poderia ser considerado um santo, mesmo assim, os erros, pecados e blasfêmias papais não são tidas no meio romanista como coisa que invalide o catolicismo que para além disso afirma que ouro continua a ser ouro, mesmo sendo oferecido por mãos impuras COMO AS DO PAPADO MEDIEVAL.


Lutero e a Epístola de S. Tiago
(Publicado: 10 de Julho de 2015, Sexta Feira, 01:08)
Prezados,
Graça e Paz

Martinho Lutero era um homem do seu tempo, era uma pessoa rude de se expressar. Se colocarmos Lutero nos dias de hoje e travarmos um debate com ele, é capaz de nos insultar caso discordarmos dele. Ele é capaz de nos chamar de "hereges idiotas", "patéticos", entre outras palavras de baixo calão. E, infelizmente, a grande maioria dos apologistas católicos acabam que aproveitando essa maneira um pouco que ignorante de Lutero, para isolar pequenas frases diante de sua vasta obra e tachá-lo de "blasfemador", "filho do demônio", "herege revoltado", etc. Eles pegam essa oportunidade e acabam que criando pretextos gigantescos transformando a mentira em verdade.


Respondendo aos Deboches (Parte 3) - Deus Tem Nariz?
(Publicado: 30 de Janeiro de 2014, Quinta Feira, 16:24)
A imagem acima foi tirada do facebook e que está se espalhando pela internet. É uma pergunta tola que, segundo os incrédulos, é um paradoxo irrefutável e que deixa os "crentes calados".

A imagem mostra o seguinte: "DEUS TEM NARIZ? Se sim, ele não é imortal pq tem de respirar. Se sim, porém não usa, ele não é perfeito pq tem um órgão inútil. Se não, então ele não é a nossa imagem e semelhança. Cheque mate! ;)"


Lutero Exortou os Cristãos a "Pecar Fortemente"?
(Publicado: 23 de Junho de 2013, Domingo, 14:59)
É muito comum ver católicos falando que Lutero teria dito: "Seja um pecador e peque fortemente, mas creia e se alegre em Cristo mais fortemente ainda". Sempre que eu ouço coisas como essas, eu fico com um pé atrás, embora conceda o benefício da dúvida. Após fazer uma pesquisa descobri que Lutero realmente disse isso, mas que a sua declaração não era uma licença para pecar, como supõem os seus detratores. Eu vou abordar essa questão aqui muito brevemente. Vocês podem conferir um extenso tratamento dessa citação nesse link:


Lutero: "O Livro de Ester, eu Lanço no Elba"
(Publicado: 23 de Junho de 2013, Domingo, 14:56)
Esta citação de Lutero é encontrada frequentemente em inúmeras páginas web anti-Reforma:

"O livro de Ester, eu lanço no Elba. Eu sou como um inimigo para o livro de Ester, que eu gostaria que não existisse, pois Judaíza demais e tem em si uma grande dose de loucura pagã."

A citação deriva de uma das versões de Johann Aurifaber das "Conversas à Mesa".

A primeira edição das "Conversas à Mesa" foi publicada por Johann Aurifaber, em 1566, vinte anos após a morte de Lutero. A obra é um conjunto de gatafunhos escritos por alunos e colegas de Lutero, onde contam em segunda mão supostas histórias vividas com o reformador alemão. Não é portanto uma boa fonte, e muito menos ainda quando os textos são recebidos sem qualquer análise crítica, para formular uma opinião sobre o pensamento de Martinho Lutero.


Lutero: "Eu não admito que minha doutrina possa ser julgada por ninguém, nem mesmo pelos anjos. Aquele que não recebe minha doutrina não pode alcançar a salvação"
(Publicado: 23 de Junho de 2013, Domingo, 14:54)
Eu estava assistindo um vídeo sobre a História da Reforma Protestante e me deparei com algumas declarações incorretas sobre Martinho Lutero. Dei uma resposta nos comentários do vídeo, a qual é uma edição do encontrado aqui.


O Nazismo Provém do Protestantismo?
(Publicado: 10 de Novembro de 2012, Sábado, 21:02)
Prezados
Graça e Paz do Senhor e Salvador Jesus Cristo
Bendito seja Deus, o Senhor de Nossas vidas
A Razão do Nosso Viver

Interessante saber um pouco mais a respeito do anti-semitismo de Martinho Lutero que influenciou Adolf Hitler a exterminar os judeus em massa na 2a Guerra Mundial. É através desse fato que apologistas católicos tentam ocultar os milhares de judeus mortos pela Santa Inquisição defendendo que foi o Protestantismo que deu início ao anti-semitismo ou o nazismo de Hitler.


Lutero Disse que Cristo Pecou Cometendo Adultério?
(Publicado: 19 de Maio de 2012, Sábado, 20:25)
Uma citação que geralmente é apresentada por católicos romanos contra Lutero é a seguinte:

"Cristo cometeu adultério pela primeira vez com a mulher da fonte, de que nos fala São João. Não se murmurava em torno dele: "Que fez, então, com ela?" Depois, com Madalena, depois, com a mulher adúltera, que ele absolveu tão levianamente. Assim, Cristo, tão piedoso, também teve que fornicar, antes de morrer" (Tischredden, Nº 1472, edição de Weimar, Vol. II, p. 107).


Cinco Verdades Sobre os Falsos Cristos
(Publicado: 24 de Março de 2012, Sábado, 17:01)
Ele se veste de uma túnica branca. Traz um estranho sotaque internacional denominado "neo-aramaico". Seu nome é Álvaro Thais. Intitula-se a si mesmo Cristo, por isso o novo nome, "Inri Cristo".

Mas, como ele, já vieram muitos: John Nichols Thom; Arnold Potter; Ahn Sahng-hong; Baha Ullah; Joseph C. Dylkes; Mirza Ghulam Ahmad; Cyrus Teed; Haile Selassie; Georges-Ernest Roux; Ernest Norman, Krishna Venta; Yahweh ben Yahweh; Ariffin Mohamed; Jung Myung Scok; Jose Luis De Jesus Miranda; David Koresh; Sergei Torop; Grigory Petrovich Grabovoy; Hogen Fukunaga; Maria Devi Christos; Michael Travesser; Apollo Quiboloy; David Shayler; Sergei Torop…


É Jesus Um Mito? É Jesus Apenas Uma Cópia dos Deuses Pagãos de Outras Religiões Antigas?
(Publicado: 28 de Janeiro de 2012, Sábado, 19:48)
Há uma série de vozes alegando que os relatos de Jesus como registrados no Novo Testamento são apenas mitos e foram o resultado dos escritores pegando emprestado contos da mitologia pagã, tais como as histórias de Osíris, Dionísio, Adonis, Attis e Mitra. A alegação é que essas figuras mitológicas são essencialmente a mesma história que o Novo Testamento atribui a Jesus Cristo de Nazaré. Como Dan Brown afirma em O Código Da Vinci, "Nada no Cristianismo é original".

No entanto, quando os fatos são examinados, a suposta ligação entre o Novo Testamento e a mitologia é facilmente desmentida. Para descobrir a verdade sobre essas afirmações particulares e outras parecidas, é importante (1) descobrir a história por trás das afirmações, (2) analisar as representações históricas reais dos falsos deuses sendo comparados a Cristo, (3) expor as falácias lógicas que os autores estão fazendo, e (4) olhar por que os evangelhos do Novo Testamento podem ser confiados por descreverem com precisão o verdadeiro e histórico Jesus Cristo.


Analisando os Comentários Católicos - Parte 6
(Publicado: 30 de Outubro de 2011, Domingo, 22:31)
9) Por que os protestantes falam tanto da Santa Inquisição mas ocultam as inquisições protestantes?


Respondendo às Críticas - As Blasfêmias de Lutero
(Publicado: 23 de Outubro de 2011, Domingo, 02:42)
Prezados
Graça e Paz do Senhor e Salvador Jesus Cristo
Bendito Seja Deus, o Senhor de Nossas Vidas
A Razão do Nosso Viver

Infelizmente muitos sites/comunidades que atacam uma determinada Igreja ou Religião faz apologia ao ódio desrespeitando completamente a pessoa que segue tal Igreja/Religião atacada. O Apóstolo São Paulo em sua 2a Epístola à São Timóteo capítulo 2 diz que o servo do Senhor não convém contender, mas sim, ser manso para com todos, aptos para ensinar, sofredor.

Enfim, estou escrevendo este artigo para responder uma pequena e simples crítica que fizeram de um outro artigo que escrevi - As Blasfêmias de Lutero. Por um outro lado, essas comunidades anti-protestantes apresentam muitas calúnias. Se eu disser que Martinho Lutero foi bruxo e satanista sem apresentar nenhuma fonte ou provas suficientes, tais comunidades me darão um certificado de Honra ao Mérito. Agora se eu disser que Martinho Lutero foi um cristão temente e fiel a Deus mostrando fontes ou provas suficientes, tais comunidades me levarão a uma Inquisição.


"Conversas à Mesa" de Lutero
(Publicado: 02 de Maio de 2011, Segunda Feira, 19:31)
"Conversas à Mesa" (Tischreden, em alemão) é a compilação de anotações feitas por alunos e colaboradores de Martinho Lutero durante encontros informais, como as refeições. A primeira edição das Tischreden foi publicada por Johann Aurifaber, em 1566, vinte anos após a morte de Lutero. A edição completa, porém, só foi publicada em 1836. O texto utilizado aqui vem da tradução para o inglês que o capitão Henry Bell traduziu e publicou por volta de 1650. Semanalmente, publicaremos aqui porções do texto traduzido.


Analisando os Comentários Católicos - Parte 5
(Publicado: 02 de Maio de 2011, Segunda Feira, 19:30)
8) O que os Protestantes Pensam a Respeito das Aparições da Santa Virgem no Mundo?


Analisando os Comentários Católicos - Parte 4
(Publicado: 08 de Março de 2011, Terça Feira, 00:01)
7) Por Que os Protestantes Não Lêem as Obras de Lutero?


Respostas às "Vinte Razões Por Que Não Sou Protestante"
(Publicado: 08 de Março de 2011, Terça Feira, 00:00)
Circula pela internet, um artigo de apologética, sob o título "Vinte razões por que não sou protestante". A pedido de um irmão da Fé Reformada, elaboramos a devida refutação a cada uma das questões levantadas. Vejamos:


Respondendo aos Deboches (Parte 2) - Jesus Era Necromante?
(Publicado: 05 de Março de 2011, Sábado, 00:14)
"(...) Alguns sacerdotes afirmam que não foi uma aparição de mortos (fantasmas) trata-se de um sonho, uma visão.... mas como explicar? Pedro, Tiago e João tiveram a mesma visão? Para os evangélicos a explicação é pior ainda... Os evangélicos acreditam que Jesus não tinha nada o que fazer, então foi até o monte e modelou (transfigurou) milagrosamente a imagem de dois mortos e como manipulador de bonecos de fantoches, Jesus interagiu com eles e até fez-se de ventríloquo. Afinal PEDRO, TIAGO e JOÃO OUVIRAM OS FANTACHOS FALAREM COM JESUS... Que coisa estranha.. não seria mais fácil acreditarmos que Jesus o todo poderoso, falou realmente com dois profetas já falecido! Afinal é o que está escrito claramente na bíblia. Até Pedro e os outros que testemunharam, acreditaram que realmente Jesus estava falando com os profetas mortos. Porque não acreditarmos também? Pense bem: Se Jesus ressuscitou os mortos, porque Jesus não pode falar com os mortos? Nota: Esta é uma das passagens prediletas dos espíritas."

O autor desse argumento deve ser um grande caluniador. Em vez de defender a sua posição e fazer críticas usando fontes concretas, não. Só vejo mentiras e mais mentiras. Principalmente a parte de "Os evangélicos acreditam que Jesus não tinha nada o que fazer...." (é para rir?).


Refutando as Heresias das Seitas Homossexuais
(Publicado: 20 de Janeiro de 2011, Quinta Feira, 22:00)
Prezados(as),
Graça e Paz do Senhor Jesus Cristo
Bendito seja Deus, o Senhor de nossas vidas
A Razão do nosso viver

Primeiramente gostaríamos de dizer que este artigo não tem como objetivo "atacar" o homossexual em sí. E sim refutar heresias que servem de apoio ao homossexualismo na Igreja de Cristo. Pois a Palavra de Deus é bem clara ao dizer que tais relações é abominável aos olhos do Senhor. São doutrinas de Satanás que tende a distorcer de uma forma gravíssima a Palavra de Deus.





& PROTESTANTISMO &
Desde 03 de Agosto de 2008